300 anos 28/09/2021 - 12:27:57
Crianças com necessidades especiais têm direito a estudar em escolas regulares, explica juíza
Relatos de pais que têm dificuldades com a educação dos filhos especiais são frequentes, conta representante de Movimento

Pais de crianças com necessidades especiais que tenham a matrícula negada em escolas comuns podem procurar o Judiciário para fazer valer esse direito. É o que explica a juíza Fátima Pirauá, da 28ª Vara Cível de Maceió (Infância e Juventude).

Veja acima a matéria da TV Tribunal, com o repórter André Risco.

“É garantido por lei, desde a nossa Constituição, passando pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação. As crianças que têm deficiência ou necessidades especiais precisam sim estar incluídas no ensino regular”, afirma Fátima Pirauá.

Os relatos de pais que têm dificuldades com a educação dos filhos especiais são frequentes, segundo Jussara Cavalcante, presidente do movimento Autismo Tem Tratamento. Muitas vezes, as escolas não oferecem estrutura apropriada para lidar com a criança.

“É muito triste crianças serem segregadas dos convívio e outras, porque os professores não estão capacitados. Infelizmente isso ainda é muito comum, ainda é tudo que as escolas conseguem fazer, porque não sabem o que fazer, porque não se prepararam”. 

O defensor Isaac Souto conta que a Defensoria Pública do Estado costuma ingressar com ações pedindo a disponibilização de um auxiliar de sala.  “As escolas públicas ainda não estão preparadas para receber (as crianças), fornecendo os profissionais adequados”, diz.

 

Dicom TJAL, com TV Tribunal - IN
imprensa@tjal.jus.br























LEGISLAÇÃO E NORMAS