Geral 23/09/2021 - 17:20:15
GMF, Senac e Instituto Recomeçar discutem ações para atender ex-detentos
Desembargador Celyrio Adamastor planeja reunião com empresários para tratar da oferta de vagas de trabalho a egressos do sistema prisional

Celyrio Adamastor defendeu a ressocialização em reunião com o Instituto Recomeçar e o Senac. Celyrio Adamastor defendeu a ressocialização em reunião com o Instituto Recomeçar e o Senac. Foto: Adeildo Lobo
O Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF) se reuniu com representantes do Senac e do Instituto Recomeçar para discutir ações voltadas para ex-detentos. O encontro ocorreu nesta quinta (23), no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL).

"A ressocialização é possível. É trazer de volta à sociedade aqueles que praticaram ilícito e que foram abdicados de sua liberdade de ir e vir por um certo período. Nada obsta que a sociedade os acolha", disse o desembargador Celyrio Adamastor, supervisor do GMF.

Ainda de acordo com o desembargador, o Judiciário apoia os projetos de ressocialização que estão sendo desenvolvidos pelo Instituto Recomeçar, em parceria com a Fecomércio. "Devemos intermediar uma reunião com a Federação das Indústrias para manter um diálogo e mostrar a importância de as empresas ofertarem vagas para egressos do sistema prisional. É uma forma de ressocializar e evitar que essa pessoa venha a perpetrar outro crime", disse.

Segundo o coordenador regional do Recomeçar, Cícero Alves, o apoio do Tribunal de Justiça é fundamental para os projetos do instituto em Alagoas. "O Judiciário é quem acompanha essas pessoas em seu cumprimento de pena. É importante também o apoio da sociedade civil e dos empresários", disse.

O Instituto Recomeçar desenvolve projetos em São Paulo, Brasília e Pernambuco. O objetivo, de acordo com Cícero, é promover ações também em Alagoas. Em novembro do ano passado, o instituto deu um primeiro passo no Estado, distribuindo cartões de ticket alimentação para 50 ex-detentos. A iniciativa teve apoio do sistema Fecomércio.

"A proposta é trazer o instituto para Alagoas para atender os egressos do sistema prisional. O nosso foco é tentar colocar essas pessoas no mercado de trabalho com qualificação profissional, diminuindo o índice de reincidência carcerária", destacou Cícero.

Participaram da reunião o secretário do GMF, Igor Medeiros, o secretário do programa Começar de Novo, Márcio Omena, e o assessor da Presidência e da Direção Regional do Senac Alagoas, Sandro Diniz.

Diretoria de Comunicação - Dicom TJAL DS
imprensa@tjal.jus.br























LEGISLAÇÃO E NORMAS