Esmal - 07/01/2020 - 13:54:23
PCJE atendeu mais de 11.700 crianças e adolescentes em 2019
Programa da Esmal presente em 13 escolas da rede pública cresceu 34% em relação ao ano anterior

Adote um idoso”, em sua terceira edição, aproximou gerações levando jovens para o abrigo São Vicente de Paulo. Adote um idoso”, em sua terceira edição, aproximou gerações levando jovens para o abrigo São Vicente de Paulo. Foto: Lucas de França

Cerca de 34% mais crianças e adolescentes foram atendidas pelo  Programa Cidadania e Justiça na Escola (PCJE) em 2019, em relação ao ano anterior. Mais de 11.700 meninos e meninas, com idades entre 4 e 18 anos participaram das atividades do Programa da Escola Superior da Magistratura (ESMAL), que atende a estudantes de escolas públicas de Maceió e do interior de Alagoas.

Presente em 13 escolas da rede municipal e estadual de ensino, o Cidadania levou 22 palestras sobre bullying, combate ao abuso de drogas, violência doméstica, racismo e outros temas para dentro das salas de aula. Os debates foram conduzidos por magistrados e outros servidores do Judiciário que, de forma voluntária, participam do Programa.

 Outra atividade de destaque em 2019 foi o projeto Construtor da Paz, realizado em parceria com a organização não-governamental (Ong) Maceió Voluntário, presidida pela escritora Maristela Pozitano. A ação contemplou quatro escolas da capital, que receberam 17 intervenções sobre paz e pacificação social, como palestras, rodas de conversa, atividades literárias e musicais.



Esmal e PCJE fizeram primeira participação na Bienal do Livro de Alagoas. (Foto: Lucas de França)
 
 Alguns projetos de sucesso iniciados em outros anos tiveram continuidade em 2019. O “Adote um idoso”, em sua terceira edição, aproximou gerações levando jovens para o abrigo São Vicente de Paulo, onde puderam interagir com idosos lendo e escrevendo cartas para eles. Já no “Jovem Juiz”, também no terceiro ano, os estudantes tiveram a oportunidade de acompanhar sessões de júri e ter contato direto com magistrados, entendendo como funciona a prática jurídica.

 Além dessas atividades, o PCJE organizou intercâmbio cultural com estudantes belgas que visitaram escolas e falaram sobre sua cultura, curso de mediação de conflitos para estudantes, três visitas ao Museu Théo Brandão, quatro caminhadas ecológicas no Parque Municipal, duas sessões de cinema na Esmal e também duas ações de incentivo à leitura com rodas de contação de histórias e saraus . Viabilizou também a edição da Justiça Itinerante na Escola Estadual Anaías de Lima, o Natal Solidário e marcou presença na primeira participação da  Esmal na Bienal do Livro de Alagoas.

De acordo com o juiz Anderson Passos, coordenador do Programa da Esmal, o contato de estudantes com magistrados e servidores permite que haja troca de informações e que a sociedade, desde cedo, conheça melhor a atuação do Poder Judiciário. “O Cidadania permite que estejamos próximos às comunidades sem que seja para exercer um poder punitivo. É mais um ponto de contato entre o Tribunal de Justiça e a população.  É um espaço que os adolescentes têm para dialogar com o poder público, conhecer seus direitos e deveres, questionar a realidade que os circunda. Ajudamos, dessa forma, na formação de cidadãos conscientes e instruídos, preparados para o século XXI” destaca.

Carolina Amancio- Esmal TJAL
imprensa@tjal.jus.br - (82) 2126-5378


Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.