Coronavírus - 31/03/2020 - 13:55:57
Psiquiatra orienta sobre os cuidados com a saúde mental durante a quarentena
Isolamento social ocasionado pela pandemia do coronavírus pode trazer ansiedade e estresse

Psiquiatra do TJAL fala sobre saúde mental e novo coronavírus

O isolamento social tem sido uma importante arma no combate à proliferação do coronavírus. Já se sabe que ficar em casa diminui o ritmo de contágio da doença e evita a sobrecarga no sistema de saúde. A quarentena, no entanto, pode acarretar ansiedade, agitação e muito estresse, daí a necessidade de a pessoa se preocupar com a saúde mental.

De acordo com a psiquiatra Isabel Cristina Perini, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), é fundamental a preservação do bem-estar durante a pandemia. "O mais importante é manter em casa uma rotina. É preciso tentar estabelecer horário para o trabalho, atividades físicas e domésticas, além da manutenção do contato com amigos e familiares por algum meio digital", disse. 

A médica aconselha a realização de atividades prazerosas durante o tempo de permanência em casa. "Leitura, jardinagem, jogos, cuidar da casa e do animal ajudam. Não podemos nos esquecer de exercer a solidariedade e dar atenção especialmente a quem precisa".

Se a situação de isolamento for muito estressante, a psiquiatra orienta para que as pessoas fiquem atentas a sentimentos que possam ser gatilhos de uma ansiedade patológica. "É importante reconhecer os sinais e compartilhar a situação com quem possa ajudar. Caso necessite, busque o atendimento de um profissional de saúde mental".

Orientações da Organização Mundial da Saúde

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma série de orientações voltadas para a manutenção do bem-estar durante esse período de isolamento social. A publicação, em inglês, pode ser conferida aqui.

Algumas das orientações são:

> Diminua a leitura de notícias sobre a Covid-19 se isso traz ansiedade; 

> Busque informações apenas de fontes oficiais e durante horários específicos do dia, uma ou duas vezes;

> Cheque com vizinhos ou amigos, por telefone, se eles precisam de alguma assistência, se está tudo bem. Isso é bom tanto para você quanto para eles;

> Divulgue histórias positivas, como as das pessoas que se recuperaram ou que apoiaram algum ente querido e estão dispostas a compartilhar suas experiências; 

> Durante momentos de estresse, fique atento às suas necessidades e sentimentos. Engaje-se em atividades de prazer e relaxamento.

Diretoria de Comunicação - Dicom TJAL
imprensa@tjal.jus.br



Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.