Esmal - 14/10/2019 - 17:11:56
Oficiais de justiça participam de formação de mediadores e conciliadores judiciais
Promovido na Esmal, a capacitação aborda, entre outros temas, a política pública de tratamento adequado dos conflitos de interesses

Professora Marizângela Melo ministrou aula para cerca de 24 oficiais de justiça. Professora Marizângela Melo ministrou aula para cerca de 24 oficiais de justiça. Foto: Lucas de França

Oficiais de justiça do Poder Judiciário de Alagoas estão participando, desta segunda (14) até sexta-feira (18), do X Curso de Capacitação, Formação e Aperfeiçoamento de Mediadores e Conciliadores Judiciais, na Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal). A capacitação é exclusiva para oficiais e tem como foco as diretrizes da resolução N° 125/2010 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que determina, entre outras medidas, a Política Pública de tratamento adequado dos conflitos de interesses.

?Para o oficial de justiça é uma nova perspectiva. Há uma necessidade desse profissional entender como a mediação e conciliação funciona, quais são as técnicas que ele precisa desenvolver para que haja efetividade na aplicação?, afirmou uma das professoras do curso, Marizângela Melo.

Segundo a docente, é imprescindível que todos tenham esse conhecimento porque os métodos não se restringem ao Poder Judiciário. ?Se todos tiverem essa cultura de paz, empoderando as pessoas no sentido de que elas consigam resolver os seus conflitos, isso iria diminuir muito as demandas?, destacou.

Gustavo Macedo, aluno do curso e coordenador da Central de Mandados de Maceió, destacou a importância da mediação para os oficiais de justiça.  ?A busca pela execução de métodos consensuais para a resolução de conflitos deve iniciar na rua. A gente vinha buscando esse curso porque a nossa categoria faz um trabalho externo. Nós estamos buscando atribuições relevantes que possam realmente atingir sensivelmente a sociedade e ajudar os jurisdicionados que precisam do Poder Judiciário?.

Para a oficial de justiça Maura Lúcia, o curso traz uma nova função que pode trazer mais celeridade ao Judiciário. ?A gente pode nas ruas tentar fazer essa mediação entre as partes, diminuindo o fluxo de processos na Justiça. Na intimação a gente já pode tentar um acordo?, afirmou.

A capacitação ainda conta com uma etapa prática, a ser realizada março do próximo ano, nas sessões de mediação e conciliação conforme pauta do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). A Esmal é a única instituição do estado habilitada pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) para oferecer a capacitação.


Lucas de França - Esmal TJ/AL
imprensa@tjal.jus.br - (82) 2126-5363


Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.