Esmal - 13/09/2019 - 11:58:32
Esmal realiza palestra sobre diversidade de gênero para alunos da rede pública
Cerca de 300 estudantes tiveram a oportunidade de conversar e tirar dúvidas sobre o tema

Juíza Carolina Valões ministrou palestra para os estudantes. Juíza Carolina Valões ministrou palestra para os estudantes. Foto: Lucas de França

A Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal), por meio do Programa Cidadania e Justiça na Escola (PCJE), realizou, nessa quinta-feira (12), palestra com o tema ?Diversidade de gênero e direitos fundamentais? para cerca de 300 alunos da rede pública.

Ministrada pela juíza Carolina Valões, a palestra ocorreu no auditório da Esmal, onde a magistrada explicou sobre identidade de gênero e sexualidade. Na oportunidade, estudantes de 13 a 17 anos tiraram suas dúvidas acerca do tema e conversaram com a juíza.

?É importante trazer esse tema desde cedo, principalmente na seara da educação, levando para as escolas, despertando e promovendo nos adolescentes que aqui estão hoje na posição de pensar e olhar para essas questões. Muito provavelmente, dentro dessas escolas, existem pessoas que vão se identificar com o que foi dito aqui e que certamente sofrem preconceito, seja em razão da identidade de gênero ou de sua orientação sexual?, disse a palestrante.

Para a juíza, é necessário promover esse debate para que as pessoas tenham outra visão sobre o assunto. ?Curar seu preconceito com o amor ao próximo e a si próprio?, destacou Carolina Valões.

Segundo a servidora do PCJE Conceição Marques, o programa escolheu esse tema por causa de uma necessidade das escolas. ?É um assunto recorrente dentro das escolas, e os professores, muitas vezes, têm um pouco de dificuldade de tratar esse tema na sala de aula?, disse.

Para o estudante André Rodrigues, da Escola Estadual Afrânio Lages, explicar o tema pode acabar com o preconceito de alguns colegas. ?É importante conscientizar desde o ensino fundamental porque às vezes alguns acabam se afastando do amigo por conta da orientação sexual dele. Muitas vezes eles só são ignorantes por causa de uma tradição da família, mas se chegar alguém para explicar realmente o que está acontecendo, eles podem se abrir e ser amigos das pessoas?.

Participaram da palestra as escolas estaduais Anaias de Lima, Afrânio Lages e Edmilson Pontes e as municipais, Haroldo da Costa, Padre Pinho e Silvestre Péricles.

Lucas de França - Esmal TJAL
imprensa@tjal.jus.br - (82) 2126-5378

 


Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.